quinta-feira, 19 de junho de 2008

Zizek, anedotas racistas, ou como fazer guerra segundo Deleuze e Guattari

Vi no Youtube um vídeo novo de uma palestra de Slavoj Zizek, "Politics between Fear and Terror". Começa por falar de cinema, a demonstrar filme por filme que Spielberg tem uma obsessão com a figura paterna e explica porque é que Mulder e Scully preferem andar à procura de extra-terrestres em vez de fazerem sexo. Depois, com Hegel e Marx pelo meio, fala-nos também de violência e racismo, de filmes catástrofe ultra-realistas e pretensamente anti-hollywood sobre o 11 de setembro.

Zizek refere também que o Exército de Israel usa como manual de treino o livro Mil Platôs de Gilles Deleuze e Félix Guattari para suas manobras e estratégias militares. Fala também de Borat e conta também imensas anedotas racistas sobre croatas, montenegrinos, etc., e explica porque é que as anedotas racistas são muito importantes na convivência e solidariedade entre os povos. Vejam vocês mesmos.

Um comentário:

O Homem que Sabia Demasiado disse...

Este Zizek � s� por si, um verdadeiro tratado filos�fico!